Roger Chartier

√Č um dos mais reconhecidos historiadores da atualidade. Formado pela √Čcole Normale Sup√©rieure de Saint Cloud e pela Universit√© Paris-Sorbonne, √© Doutor Honoris Causa da Universidade Carlos III de Madrid, pesquisador correspondente da British Academy, professor e pesquisador da √Čcole des hautes √©tudes en sciences sociales e professor do Coll√®ge de France, ambos em Paris. √Č membro do Centro de Estudos Europeus da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, e recebeu o t√≠tulo de Cavaleiro da Ordem das Artes e das Letras do governo franc√™s. Tamb√©m leciona na Universidade da Pensilv√Ęnia, nos Estados Unidos, e viaja pelo mundo proferindo palestras. Sua especialidade √© a hist√≥ria da cultura, do livro e da leitura na Europa, com √™nfase nas pr√°ticas culturais da humanidade, interessando-se tamb√©m pelos efeitos da revolu√ß√£o digital.¬†Suas principais contribui√ß√Ķes para a hist√≥ria da cultura est√£o relacionadas √†s no√ß√Ķes complementares de ‚Äúpr√°ticas‚ÄĚ, ‚Äúrepresenta√ß√Ķes‚ÄĚ e ‚Äúapropria√ß√£o‚ÄĚ, em que, neste horizonte te√≥rico, as diversas forma√ß√Ķes e manifesta√ß√Ķes culturais podem ser examinadas a partir da rela√ß√£o interativa entre esses tr√™s polos. ¬†Veio v√°rias vezes ao Brasil, onde √©, depois do antrop√≥logo¬†Claude L√©vi Strauss, o intelectual franc√™s contempor√Ęneo que mais influencia estudantes de ci√™ncias humanas.